. Apê . Dicas pra não se perder na mudança .

by - 1:46 AM

Amigas, mudar de casa, ter o primeiro apê é uma evolução na vida de muita gente não é mesmo? Muita pessoas sonham com esse momento, mas há quem se sinta perdida com tantos detalhes e acaba negligenciando nos itens principais. Seja alugado, primeiro imóvel, presente dos pais ou financiado, seja qual for a situação, o que você tem que ter em mente é que esse é um grande passo, que envolve bastante responsabilidades. #HomemAranhaFeelings Tirando as brincadeiras, é sério. Tem as contas mensais para pagar, tem a limpeza, tem os pequenos abacaxis que surgem e você é quem vai estar lá para resolver, ou deve estar. 


Como minha experiência começou?
Moro sozinha desde os 18 anos quando passei no vestibular e fui morar na capital. Já morei em casa de parente, já dividi apê com pessoas maravilhosas, já dividi com gente irresponsável e depois dessa experiência resolvi que seria só eu e as despesas mesmo, sem ninguém pra torrar o saco porque esqueceu que era seu dia da faxina. Não pense que é bobeira, mas isso tira a paciência de um e nessa época eu cometi vários assassinatos mentais. Quando comecei a namorar o Henrique já morava sozinha e meio sem querer quando menos nos deparamos já estávamos morando juntos, mas... como não foi nada conversado, as despesas continuavam sendo minha responsabilidade. Sentamos, conversamos e fizemos do jeito certo que era pra ter sido desde o início.


Os meninos - e esse é um conselho que eu dou pra quem pensa em dividir ap com o namorado - na maioria dos casos, saem da casa das mães e acham que a vida não vai mudar em nada, mas a gente sabe que não é bem assim. Então, se você acha que o seu namorado não é maduro o suficiente pra isso, melhor nem tentar. Com o Henrique foram várias DR's até ele entender o que eu esperava dele como meu namorado e companheiro. A conversa franca é fundamental, digo por experiência própria.


A rotina é cretina, acreditem!
A rotina dos primeiros meses dividindo ap com o love é fantástica, muito amor, comidinhas, filmes no dvd, costelinha e amor a noite toda. Mas... tem uma hora que já não é mais bem assim. Chegam as contas, rolam as crises de mal humor, tpm e a rotina vira a grande vilã da história. O lance é tentar dar um olé nessa danada e inovar, ficar atento aos detalhes do parceiro, nas mudanças de humor, naquelas coisas que nem sempre precisam ser ditas. Dividir o cotidiano também tem seu lado positivo, afinal, quem não adora desabafar e xingar o chefe com platéia depois de um dia louco de trabalho? Ou de uma massagem 100% grátis nos pés depois de horas em pé resolvendo os pepinos na fila do banco? 


Nova fase!
Eu e Henrique estamos vivendo uma nova fase no nosso relacionamento. Depois de morar juntos, ficar separados quando eu resolvi ir pra Brasília, voltar a morar na casa dos pais dele temporariamente quando voltei para Teresina até recebermos o apartamento dele, mudamos para a cá no fim de dezembro, mas isso ainda não é definitivo. Eu recebo o meu ap em fevereiro porque estava alugado e voltaremos a morar cada um no seu cantinho, sem dramas.


É que eu, acostumada a morar sozinha durante muito tempo sou muito individualista e preciso de momentos só meus, do meu espaço. Além disso sou metódica e o Henrique é  o oposto. Essas nossas características geralmente se tornam explosivas ao convivermos dentro de uma mesma casa, apesar de que, tenho que admitir, ele vem melhorando muito mesmo nesse sentido.


A COMPRA DO APÊ
O apartamento do Henrique foi comprado na planta e se você puder esperar, essa é uma das melhores opções. Os preços geralmente são mais acessíveis nessa modalidade e a possibilidade do seu investimento inicial se valorizar quando a obra for entregue é muito alta, principalmente nos tempos de vacas gordas que a construção civil no Brasil vem passando. O cuidado é, se financiar direto da construtora, observar a idoneidade da mesma, ter uma assessoria jurídica na ocasião do fechamento do contrato para não correr riscos. O maior medo é que aconteça de haver o atraso na obra. 


AS MODIFICAÇÕES
Com a gente aconteceu tudo tranquilo e o apartamento foi entregue dentro do prazo previsto no contrato. Tem 49 m², dois quartos, banheiro social, uma sala, cozinha e área de serviço. Comparado com as gaiolinhas que a gente vê por aí, até que é bem espaçoso e com uma ótima circulação. Apesar de que não morarei lá, pelo menos por enquanto, decidimos juntos cada detalhe e fizemos várias alterações da planta original principalmente em relação aos acabamentos. Deu uma baita dor de cabeça, mas no fim está tudo da forma como nós escolhemos e imaginamos. Recebemos o apartamento sem piso, sem pintura e sem as pias da cozinha e do banheiro. Foi uma escolha nossa, já que que os acabamentos da construtora estavam bem inferiores do que a gente esperava. Compramos para o piso um porcelanato espelhado que é uma obra de arte. Para a cozinha, que não vinha originalmente com cerâmica nas paredes escolhemos um porcelanato vermelho 10 x10 com rejunte branco entre as peças e o restante das paredes de branco gelo. As pias mandamos fazer sob medida numa marmoraria e optamos também pela ipermeabilização das peças. No banheiro pia de sobrepor Deca com suporte de mármore bege bahia. Ganhamos espaço e circulação. Na cozinha optamos pela simplicidade e beleza do mármore branco sem bordas, o que deixou o visual mais clean. As torneiras também foram um caso a parte, porque as da Deca estavam acima do nosso orçamento, mas não queríamos deixar de ter peças bonitas. Optamos por uma marca de segunda linha, também de qualidade, mas com preços mais acessíveis. Não optamos pelo rodapé do próprio piso, pois ganhamos o rodapé de madeira do avó do Henrique que ainda falta ser aplicado.


 A SALA 
Temos no cômodo um janelão de vidro maravilhoso e com circulação de ar ótima. Na parede do sofá escolhemos a cor Cinza Aviador da Coral e ficou bem interessante contrastando com o bege do sofá que já tínhamos. A sala não é tão pequena, mas se vocês querem uma dica o melhor é não encher ela de coisas. A sensação que dá é de que o apartamento é ainda menor do que de fato. Compre um sofá de apenas 2 lugares, invista em um tapete e boa almofadas, um rack pequeno e, se possível, em uma televisão que possa ser colocada na parede. Investir em espelhos verticais também ajuda a dar uma sensação de amplitude.


Outro detalhe na sala que faz toda a diferença é investir em plantas naturais. Dá uma vida sem tamanho ao ambiente que fica caloroso e ao mesmo tempo cria intimidade. Por conta da falta de espaço resolvemos encaixar a bike num canto da sala que era subaproveitado e ela ajuda até mesmo a decorar. Ainda não pregamos quadros e a ideia é ter alguns deles. Os primeiros serão as caricaturas feitas pelo caricaturista de Brasília, Dino Alves, no Salão Internacional do Livro do Piauí de 2008. Gostamos tanto que mandamos emoldurar. Como vocês podem ver, a decoração é clean e basicamente masculina porque eu quis agrupar um pouco da personalidade do Henrique, já que é ele que vai morar aqui, mais do que eu mesma né?





 O QUARTO DE CASAL 
É um dos maiores cômodos do apartamento e a primeira intervenção que fizemos foi adesivar as janelas com plástico filme branco para garantir a privacidade sem perder muito a luminosidade. Na verdade, essa foi uma opção quebra-galho enquanto não adquirimos os modelos de persianas que escolhemos, que são bem mais caros. Tanto eu quanto Henrique gostamos muito do branco e ele é uma constante no quarto. Temos uma mesa antiga herdada de família, mas com um forte apelo emocional e outra que achamos no lixo e que estava em um estado lastimável. Por isso, investimos na reforma das duas mesas e uma delas vai comigo para o meu apê, é essa branquinha estilo Luís XV que tem os detalhes esculpidos na madeira mais lindos do mundo. Irei mandar laquear de rosa clarinho para complementar a decoração que estou planejando para o meu quarto e em breve mostro para vocês em outro post.




 O BANHEIRO 
É a minha parte favorita da casa. Escolhi pessoalmente casa detalhe dele, desde a pia, o mármore, o espelho e os rejuntes da parede. Conservo sempre uma plantinha por lá, no geral aquelas que não precisam aguar sempre e preferem a sombra. Por enquanto que estou aqui, a pia é separada entre a minha parte e a parte do Henrique e mesmo sabendo que não é tão bom guardar as makes e perfumes lá por conta da umidade, contamos com o nosso clima  sempre seco e o fato de que ele é muito pouco usado durante o dia. 




 A COZINHA 
Escolhemos todos os eletrodomésticos sob medida por conta do espaço reduzido e ainda falta finalizar com a aplicação dos móveis planejados. O projeto dos armários da cozinha já está definido só esperando uma renda extra para ser executado. Enquanto isso, nos deparamos com ideias criativas para ter onde guardar as louças, panelas e mantimentos. Como a geladeira é bem grande ela acaba sendo usada para guardar algumas coisas e compramos uma prateleira multiuso que caiu como uma luva na organização das coisas do dia a dia. A fruteira foi estrategicamente usada para servir de suporte para o microondas. A área de serviço foi incrementada com uma pia de louça tanquinho, diferente da horrorosa que veio originalmente no ap feita de fibra de vidro. Para organizar na lavagem da roupa compramos esse suporte que depois de usado é fechado ocupando um espaço mínimo.




 O QUARTO DO MELADO 
O segundo quarto é bem menor que o de casal e foi usado para ser o escritório e quarto de vestir. É lá que está o guarda roupas e uma cama de solteiro no caso de recebermos visitas, o que é uma raridade, por isso, o quarto ficou mesmo para o Melado que se apossou da cama e dos móveis. Quem tem bicho de estimação em apartamento sabe que é preciso reservar um cantinho para que eles façam suas necessidades e, no caso dos gatos, eles são bem higiênicos. Os donos tem apenas que ter o cuidado de comprar uma bacia própria e uma areia especial que inibe os odores naturais. O resto é cuidado e limpeza da caixinha de areia todos os dias e de vez em quando colocá-la para tomar sol. A areia geralmente dura de 10 a 15 dias, no caso de apenas um gato. O bom das nossas janelas são também a vista, muito verde e um ótimo pedacinho do pôr do sol alaranjado da minha querida Teresina.




O post ficou enorme, mas acredito que bem explicativo para quem realmente tem todo interesse sobre o assunto. To aqui pra responder dúvidas e ajudar as amigas e amigos no que for preciso. 

Mil beijos e boa noite flores!
(^__^)

You May Also Like

8 comentários

  1. Bem básico, moderno e aconchegante. Ficou lindo!
    Super dica, viu? ^^
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo10:21 AM

    Curti! (Denio)

    ResponderExcluir
  3. guria, mas não entendi porque que depois de investir nesse ape e colocar tudo como vcs queriam, tu vai morar em outro em fevereiro???

    adorei tudo!!! peguei várias ideias!

    beijão!

    ResponderExcluir
  4. Posso falar que eu babei na mesa branquinha! Amo uma peça vintage! Amiga, o apê tá muito lindo. Quero conferir ao vivo, viu?
    Beijocas...

    ResponderExcluir
  5. Continuando meus coments oriundos do face..rs

    Quando li que vc é individualista pensei: -ela é filha única? Mas vem o seus relatos de morar sozinha e tal e entendo. Mas a vida a dois é isso mesmo: abrir mão de nossos momentos (não que eles sumam, mas ficam mais difíceis de se ter com outra pessoa ali o tempo todo). Do mesmo jeito pra filhos, você deixa tudo de lado - vaidade, individualidade, tempo pra um banho longo - por conta de um serzinho.

    Taí o lado q vc vai ter que trabalhar, pelo menos já enxergou ele. Tem gente que não vê e acusa sempre o parceiro pelo problema.

    Mas que é um pouco diferente ver um casal morando em casas separadas, é!! hahahah

    Adorei as pastilhas da cozinha. A minha tb tem toques vermelhos, mas é mais branca...investi então na decoração, já que as paredes são brancas e armários tb.

    E as cores das paredes? To achando uma delicinha essa fase de escolher cores, papel de parede e tudo mais.

    Minha mãe é decoradora e restauradora...mostrei sua mesinha pra ela e ela: que linda!!!

    No mais desejo que você acabe ficando mais e mais no apê dele, que seja de vocês...essa vida é bem gostosa quando não se olha para os problemas. Contas estão aí, morando junto ou não...e conversar sobre o que não tá legal é sempre válido e necessário em uma vida de casados.

    A parte "montar casinha" é ótima...to adorando.

    bju

    ResponderExcluir
  6. Não vejo a hora de morar no meu cantinho e dividí-lo com meu namorado... Estávamos falando isso (de novo) um dia desses. Mas agora, é impossível... Os dois estagiando, sem emprego fixo, não dá certo. É preciso fazer tudo bem planejado para não se arrepender no final. ^^
    Adorei as fotos!
    ;*

    ResponderExcluir
  7. Adorei o post flor, estou prestes a mudar também me ajudou muito suas dicas, adorei o novo visual do blog. Tudo de bom pra você

    ResponderExcluir
  8. Se eu já senti o peso em dividir um apartamento com um parente imagine sozinha. hihi Como vc citou várias vezes, morar sozinho ou dividir a moradia com alguém requer muitas responsabilidades e conversa ;D
    Beijocas Lany :*

    ResponderExcluir